Retrospectiva 2012 de TI

Para encerrar o ano, os principais fatos que marcaram o mundo de TI em 2012. O destaque, a meu ver, vai para a Microsoft. 2012 vai ser lembrado como um ano muito importante para a empresa, o ano que no futuro todos lembrarão como o início de sua reinvenção. Ninguém ainda sabe se vai ou não dar certo, as consequências começarão a aparecer em 2013. Além do lançamentos de novas versões de seus principais produtos, a Microsoft se reposicionou como sendo uma empresa de “dispositivos e serviços”. Acompanhem comigo e deixem seus comentários. Aproveito para desejar a todos um excelente ano de 2013!

 

Janeiro: o ano de 2012 começou polêmico, com os projetos de lei SOPA e PIPA, que previam a regulação da Internet nos EUA, com o objetivo de combater a pirataria online. Ainda sob a justificativa de combate a pirataria, o site Megaupload foi fechado pelo governo americano e seus donos presos, o que desencadeou uma reação do grupo hacker Anonymous, que derrubou os sites do FBI, do Departamento de Justiça americano e de empresas e associações ligadas às industrias de músicas e de filmes. Boatos, que depois se confirmaram verdadeiros, sugeriam que a Apple poderia lançar duas versões de iPad nesse ano e que o Facebook estaria preparando sua entrada na bolsa de valores.  Falando em Facebook, divulgou-se que a rede social tornou-se a mais utilizada no Brasil, deixando para trás o Orkut, do Google, que continua patinando com sua tentativa de rede social Google+.

 

Fevereiro: o braço brasileiro do grupo Anonymous realizou uma série de ataques de negação de serviço (DoS, na sigla em inglês) aos sites dos principais bancos brasileiros, como forma de protesto contra a corrupção. Confirmando os rumores, o Facebook entrou com pedido para realização de sua oferta inicial de ações na bolsa de valores, o que viria a se tornar a maior operação da história. A Microsoft começou a fornecer detalhes sobre o suporte do Windows 8 aos processadores de arquitetura ARM. No final do mês, a Microsoft liberou para download a versão Consumer Preview do novo Windows. Também foram lançados os betas do ASP.NET MVC 4, do Visual Studio 11, .NET Framework 4.5 e Windows 8 Server, que posteriormente seria renomeado para Windows Server 2012. Além disso, a versão final do SQL Server 2012 também foi disponibilizada.

 

Março: a Apple anunciou o iPad 3, que causou uma certa decepção entre os entusiastas, mas que vendeu que nem água. Foi anunciado que a tradicional Enciclopédia Britânica deixará de ser impressa a partir de 2013, e passará a existir somente em formato digital. Nesse mês, com uma campanha de marketing agrevissa, chegaram ao Brasil os primeiros celulares Nokia com Windows Phone. Por falar em Brasil, surgiam cada vez mais indícios de que a Amazon abriria sua filial no país em breve.

 

Abril: notícia relevante para a comunidade de desenvolvimento da Microsoft – a empresa, pela primeira vez, passou  aceitar contribuições de código de pessoas da comunidadepara o ASP.NET MVC, ASP.NET Web API e ASP.NET Web Pages. O Google chamou a atenção com o anúncio futurista do projeto Glass, um óculos através do qual se terá acesso as mais variadas funcionalidades através de suas lentes. Ainda nesse mês, o Facebook comprou o Instagram por 1 bilhão de dólares e a Apple se viu surpreendida pelo trojan Flashback, que infectou milhares de Macs, e deixou a empresa em situação constrangedora, por demorar a admitir o problema e a liberar uma correção.

 

Maio: nesse mês a LG anunciou que não lançaria mais modelos com Windows Phone, e concentraria seus esforços no Android. O Facebook estreou na bolsa de valores de Nova Iorque, realizando um IPO que movimentou US$ 16 milhões, o maior envolvendo uma empresa de tecnologia/Internet. Apesar das expectativas, em pouco tempo houve uma grande decepção, pois o valor das ações do Facebook caíram bastante.

 

Junho: em 2012 ocorreram vários vazamentos de informações sigilosas, de vários serviços. Um dos vazamentos que chamou mais atenção foi o de hashes de senhas do LinkedIn. Apesar de não terem sido divulgadas as senhas em claro, o LinkedIn não efetuava o hash da maneira mais segura, tornando possível descobrir a senha desses usuários afetados. Em Junho também ocorreu um anúncio que surpreendeu muita gente: o Surface, um tablet que também vira notebook quando tem um teclado acoplado, projetado pela Microsoft. Também nesse mês foi anunciado o Windows Phone 8, que sofreu grandes alterações e é baseado no core do Windows 8.

 

Julho: o Google lançou a versão 4.1 do Android, chamada de Jelly Bean. Falando em Google, Marissa Mayer, uma das principais executivas e que estava no Google desde sua fundação, foi nomeada CEO do Yahoo, para tentar salvar a empresa da ostracismo e recuperar a relevância que já teve um dia.

 

Agosto: A Microsoft lançou o Outlook.com, serviço de webmail para substituir o Hotmail, que é um dos mais antigos e utilizados até hoje. Em Agosto, o jornalista Mat Honan, da Wired, escreveu um artigo sobre como teve praticamente toda sua vida digital perdida através da ação de hackers, numa ação  que explorou falhas de segurança de várias empresas, que de uma forma ou de outra, estavam conectadas. Nesse mês também os assinantes do MSDN começaram a ter acesso às versões finais do Windows 8 e Visual Studio 2012. E a Apple ficou um pouco mais rica (como se ela precisasse), ao ganhar uma ação que ela movia na Justiça dos EUA contra a Samsung, por violação de patentes do iPhone.

 

Setembro: foi o mês dos anúncios de gadgets. A Nokia anunciou os smartphones Lumia 820 e 920, com Windows Phone 8. A Amazon mostrou novas versões do Kindle e Kindle Fire. E a Apple mostrou o iPhone 5, que causou decepção entre os entusiastas, mas vendeu muito, quebrando recordes na pré-venda do aparelho. No final do mês, o presidente do Google no Brasil foi preso pela Polícia Federal, porque a empresa não retirou vídeos do YouTube com críticas e acusações a um candidato a prefeito em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

 

Outubro: A Microsoft anunciou uma nova linguagem, a TypeScript, considerada um “superconjunto” de JavaScript com o objetivo de permitir ganho de escala e produtividade no desenvolvimento de aplicações com JavaScript. Outubro também foi o mês no qual a Microsoft lançou comercialmente o Windows 8 e o Surface, e a Apple anunciou a quarta geração do iPad, além do iPad Mini.

 

Novembro: continuando a sequência de lançamentos, smartphones com Windows Phone 8 começaram a ser vendidos em Novembro. A Microsoft também divulgou que pretende substituir o Messenger pelo Skype, que havia sido adquirido em 2011. Outra notícia desse mês da Microsoft, envolvendo diretamente o Brasil, é a de que irá investir R$ 200 milhões no primeiro centro de tecnologia avançada no país, localizado no Rio de Janeiro. Mas a notícia mais bombástica foi a de que Steven Sinofsky, o todo poderoso chefão da divisão do Windows na Microsoft, deixou a empresa, pouquíssimo tempo após o lançamento do Windows 8 e do Surface.


Dezembro: a principal novidade do mês foi o início de operação da loja virtual da Amazon no Brasil. Depois de muita especulação, a empresa começou a vender livros digitais em reais, juntamente com o Kindle. Foram vários os boatos durante o ano. Inicialmente, havia a previsão de que a loja seria aberta no meio do ano. Em seguida, informações davam conta de que só deveria começar a operar no meio de 2013. A previsão é que em 2013 comecem a ser comercializados outros produtos.

Loading