Compartilhando o transcript de sua certificação

Essa dica é para quem possui alguma certificação da Microsoft: como você comprova que é um profissional certificado? Se você faz parte de uma empresa que está procurando um profissional certificado, como você tem certeza de que alguém possui as certificações que alega ter? É possível tornar seu Transcript (o documento oficial da Microsoft contendo informações detalhadas de todas suas certificações) acessível para outras pessoas consultarem. Após se autenticar no site de MCPs, acesse o menu View My... e depois Transcript Sharing Code. Na página que é aberta, você deverá fornecer um código de acesso, e o sistema irá gerar um Transcript ID. Pronto: basta fornecer o código de acesso e o Transcript ID para quem você quiser e orientar ir à página http://www.microsoft.com/learning/mcp/transcripts para ter acesso ao Transcript.

Ricardo Oneda.

Dica: Definindo o Theme de uma aplicação Web

No ASP.NET 2.0, podemos definir o Theme de uma aplicação web através do arquivo de configuração web.config. O código abaixo, que deve ser colocado dentro da seção <system.web> do web.config, demonstra como isso pode ser feito:

	<pages theme="MeuTema" />

Para saber mais sobre Themes do ASP.NET 2.0, leia meus artigos sobre o assunto.

Ricardo Oneda

Exibindo mensagem no GridView quando não há registros

O controle GridView do ASP.NET 2.0 trouxe duas propriedades que permitem exibir uma mensagem quando a fonte de dados a qual o GridView está vinculado não retornar dados: EmptyDataTemplate (permite utilizar um template com a mensagem) e EmptyDataText (um simples texto que será exibido). Irei fazer um pequeno exemplo de como utilizar estas propriedades.

Para isso, utilizarei o Visual Studio 2005 e o SQL Server 2005 Express com o banco de dados de exemplo Northwind. Apesar da Microsoft recomendar o uso do banco de dados de exemplo AdventureWorks, que foi criado especialmente para o SQL Server 2005, optei por utilizar o Northwind, pois ele é mais conhecido e também porque permitirá que pessoas com o SQL Server 2000 possam utilizá-lo. Caso você não tenha o Northwind, você pode fazer o seu download. Após baixar o arquivo SQL2000SampleDb.msi e executá-lo, será criada uma pasta em "C:\SQL Server 2000 Sample Databases" com os scripts e arquivos MDF e LDF dos banco de dados Northwind e Pubs. Abra o SQL Express Manager e execute o comando abaixo para attachar o Northwind à instância do SQL Express:

EXEC sp_attach_db N'Northwind',N'C:\SQL Server 2000 Sample Databases\NORTHWND.MDF'

Agora vá ao Visual Studio 2005 e crie um novo Web Site chamado GridViewVazio. No Server Explorer (menu View > Server Explorer), clique com o botão direito em Data Connections e escolha a opção Add Connection. Na tela que é apresentada, iremos definir nossa fonte de dados (Data Source). Escolha Microsoft SQL Server e clique no botão Continue. Na próxima tela, entre com o nome da instância onde está rodando o SQL Express (no padrão NOME_MAQUINA\SQLEXPRESS) e selecione o banco de dados Northwind. Você deve ver uma tela parecida com a da imagem abaixo. Clique no botão Test Connection para verificar se está tudo certo e depois em OK.

Vá para o design da página Default.aspx e arraste um TextBox e um Button para ela. Logo abaixo, a partir do Server Explorer, arraste a tabela Products do banco de dados Northwind. Perceba que foram criados um controle GridView e um SqlDataSource. Você deve ter uma tela parecida com a figura abaixo.

Agora, vamos fazer com que os produtos sejam exibidos no GridView de acordo com o que digitarmos no TextBox, funcionando como uma pesquisa. Selecione o SqlDataSource e clique na seta no canto superior direito para termos acesso a sua SmartTag. Selecione a opção Configure Data Source. Não altere nada na primeira tela e clieque em Next. Na próxima tela é apresentada nossa query T-SQL que desejamos alterar. Clique no botão WHERE. Em Column, escolha o campo ProductName. Em Operator escolha o operador LIKE do T-SQL. Em Source, escolha Control, já que nosso parâmetro será digitado no controle TextBox. Em ControlID, selecione TextBox1, que é o ID do nosso controle TextBox.

Clique em Add e depois em OK. Na próxima tela, clique em Next e, finalmente, em Finish. Também podemos mudar o layout de nosso GridView, clicando em AutoFormat a partir de sua SmartTag. Escolha um formato de sua preferência. Selecione o GridView e exiba a janela de propriedades (View > Propertie Window). Altere o valor a propriedade EmptyDataText para "Não foram encontrados registros para a busca."

Execute a aplicação e perceba que a mensagem de que "Não foram encontrados registros para a busca." é exibida, já que não há nada digitado no caixa de texto. 

Digite algum texto que exista na tabela de produtos e veja que o GridView vem preenchido.

Outra maneira de se exibir uma mensagem é utilizando o EmptyDataTemplate, que lhe dá mais flexibilidade, já que podemo definir um template (trecho de código HTML personalizado). Volte ao Visual Studio 2005, selecione o GridView e, a partir de sua SmartTag, selecione a opção Edit Templates. O EmptyDataTemplate é então aberto para que possamos editá-lo. Neste exemplo, utilizei a frase "Não foram encontrados registros para a busca." em negrito e na cor vermelha. Fiz uma simples personalização, mas perceba que poderia fazer algo mais complexo.

Na SmartTag do EmptyDataTemplate, selecione End Template Editing para retornar ao design da página Default.aspx. Se você visualizar o fonte da página Default.aspx, encontrará a definição do template utilizado no EmptyDataTemplate:

	<EmptyDataTemplate>
		<span style="color: red"><strong>Não foram encontrados registros para a busca.</strong></span>
	</EmptyDataTemplate>

Execute a aplicação e perceba que agora a mensagem exibida é aquela definda pelo EmptyDataTemplate.

Espero que tenham gostado e até a próxima.

 

Ricardo Oneda

 

Notepad turbinado

Apesar de toda produtividade que IDEs como o Visual Studio proporcionam, muitas vezes, por necessidade ou mesmo por opção, costumamos utilizar o Notepad para tarefas simples de edição de arquivos texto. O Notepad é fantástico neste ponto, pois é pequeno, rápido e muito eficiente no que se propõe a fazer. Entretanto, ele poderia ter algumas características que o deixariam muito melhor, sem perder as características citadas. Se você pensa como eu, sugiro conhecer os seguintes softwares gratuitos:

Pessoalmente, prefiro o Notepad++. Entre suas características, estão o reconhecimento e highlighting de várias linguagens (entre elas C, C++, C#, Java, HTML, XML, Javascript, SQLetc) deixando o texto mais legível, funcionalidade de auto-complete, que pode ser customizada e extendida, suporte a edição de múltiplos arquivos através de abas, zoom, macro, entre outras.

Uma pequena curiosidade: nos primórdios da Internet, quando ela ainda não era uma rede tão comercial, era comum nos depararmos com imagens como a seguinte em sites pessoais:

Era uma época na qual quem sabia HTML era tratado como um Deus e ganhava rios de dinheiro. Também era uma maneira um tanto infantil de demonstrar conhecimento - e de que era "cabra macho", já que tudo tinha sido feito na "unha" Smile

Ricardo Oneda.

Ferramentas para desenvolvedores

Após um pouco mais de um ano a MSDN Magazine ter publicado uma matéria sobre ferramentas essenciais para desenvolvedores Microsoft - Ten Must-Have Tools Every Developer Should Download Now, foi publicado um outro artigo no mesmo estilo, mas agora voltado para add-ins do Visual Studio: Visual Studio Add-Ins Every Developer Should Download Now. Além de serem ferramentas muito úteis no dia-a-dia, são gratuitas!

Ricardo Oneda

Procedimentos de desinstalação de versões Beta do Visual Studio 2005

Para aqueles que vão instalar a versão final (ou RTM - Release To Manufacturing) do Visual Studio 2005 ou Express, mas possuem alguma versão Beta ou CTP (Community Technology Preview) instalada, é importante seguir uma ordem pré-determinada de desinstalação ou então executar um aplicativo disponibilizado pela Microsoft para esta tarefa, conforme explicado no artigo Uninstalling Previous Versions of Visual Studio 2005.

Mas e se você já desinstalou as versões anteriores em uma ordem diferente da necessária? Provavelmente está enfrentando problemas de instalação da versão final, ou então a instalação foi feita sem problemas, mas você não consegue executar o software. Para esses casos existem outras ferramentas que podem ajudá-lo no reparo do problema, sem ter a necessidade de reinstalar os Betas para depois desintalá-los na ordem correta. O link abaixo contém um material bem completo e irá ajudá-lo a corrigir o problema:

Uninstalling previous betas to prepare for VS 2005 and .NET Framework 2.0 RTM

Ricardo Oneda.

Dica: Passando valores de uma popup para uma página em outra janela via JavaScript


É comum termos a situação de retornar um valor selecionado em uma janela popup para a página que abriu esta popup. Isso só é possível através de JavaScript, pois são eventos que ocorrem no lado cliente. Para conseguir isso, você poderia utilizar o seguinte bloco de código JavaScript na sua popup:

<script language="javascript">
function selecionaValor(valor)
{
  window.opener.document.forms[0].NOME_CONTROLE.value = valor;
  window.close();
}
</script>


onde:
window.opener é uma referência à janela que abriu a popup;
document.forms[0] é uma referência ao formulário (neste caso, o primeiro, cujo índice é 0) da janela que abriu a popup;
NOME_CONTROLE é o nome do controle HTML do formulário da janela que abriu a popup, para o qual você vai passar o valor selecionado;
valor é o novo valor que será atribuído ao controle da página que abriu a popup;
 
E para chamar a função:
 

<a href="javascript:selecionaValor('novo valor');">seu link</a>

Obs: a palavra "java script" acima deve ser escrita sem espaços; o theSpoke está bloqueando este tipo de escrita, provavelmente por questões de segurança, o que me obrigou a escrevê-la com um espaço em branco no meio. É por essas e outra que tem tanta gente abandonando o theSpoke...

Ricardo Oneda

Livros on-line, originais e de graça


Já acompanho o site InformIT há algum tempo (acho que há uns 8 anos), e posso afirmar que é um dos melhores de TI que conheço. Comecei a acessá-lo pois, naquela época, ele disponbilizava o conteúdo dos livros da editora Sams, famosa por suas publicações técnicas, de forma gratuita, bastando se cadastrar para ter acesso ao conteúdo. Com o tempo, eles retiraram o acesso aos livros, mas o site manteve o alto padrão, com artigos nos mais variados campos de TI: e-commerce e negócios em geral, estilo de vida digital, banco de dados, design, sistemas operacionais, redes, programação, engenharia de software, segurança, hardware, etc.

Agora, o site disponilizou, gratuitamente, uma Bliblioteca de Referência com alguns livros da Sams, considerados referência em algumas tecnologias chaves. Até o momento, estão disponíveis as seguintes obras:

  • Mac OS X Unleashed
  • Sams Teach Yourself Microsoft Windows XP in 24 Hours
  • Sams Teach Yourself Microsoft Windows 2000 Professional in 10 Minutes
  • Sams Teach Yourself JavaScript in 24 Hours
  • Sams Teach Yourself Java 2 in 24 Hours
  • Sams Teach Yourself .NET in 21 Days
  • Sams Teach Yourself Visual Basic 6 in 24 Hours
  • Sams Teach Yourself C# in 24 Hours
  • Visual C++ Unleashed
  • Sams Teach Yourself SQL in 24 Hours
  • Sams Teach Yourself Microsoft SQL Server 7 in 21 Days
  • Sams Teach Yourself Microsoft Office in 24 Hours

E eles prometeram adicionar mais livros daqui para frente. Vale a pena conferir!

Ricardo Oneda.

Dica: Corrigindo problemas de acentuação em aplicações ASP.NET


Muitas vezes, encontramos problemas no desenvolvimento de aplicações ASP.NET relacionados à  exibição incorreta de letras acentuadas ou na formatação de datas e/ou valores monetários. Isso acontece porque as configurações regionais do servidor estão configuradas com a cultura/idioma diferente do que a aplicação realmente necessita, que no nosso caso é o Português do Brasil. Para resolver este problema, basta acrescentar a seguinte linha no arquivo de configuração web.config:
 

<globalization requestEncoding="iso-8859-1" responseEncoding="iso-8859-1" culture="pt-BR"/>

Este código faz com que a aplicação utilize a cultura brasileira em vez da que está definida nas configurações regionais do servidor.

Se você quiser saber mais sobre como funcionam as codificações de caracteres (ASCII, Unicode, etc), sugiro ler o seguinte artigo (muito bem humorado, por sinal):

The Absolute Minimum Every Software Developer Absolutely, Positively Must Know About Unicode and Character Sets (No Excuses!)

Ricardo Oneda.